terça-feira, 25 de novembro de 2008

O Grito


Então gritei aquilo que sentia
A ver se desta vez eu escutava
E o eco devolveu o teu silêncio
De forte que era o amor feito palavra

13 comentários:

FlaM disse...

Aaaaaai! que coisa mais liiiiiiinda, Paulinho!
Que poema tão lindo!
Me ilumina a alma doída, encharcada de tanta chuva e perda. Obrigada por isso!
Um beijo, Flávia

Pepper Popps disse...

Querido Paulo César, feliz escolha em publicar uma foto do O Grito.
Felizmente já tive a oportunidade de apreciar essa maravilhosa obra de Edvard Munch de perto na Bienal de 1996. Faz tempo mas foi inesquecível!
Obrigada pelo link e pela visita também!
Beijosss!!!!

Sally disse...

É, essa de hoje não faz muito meu estilo não...

Sou tosquinha, estilo "já é ou já era, gata?"

hahahahaha

Beijos!
Sally
http://desfavor.blogspot.com/

Paulo César Nascimento disse...

Flávia: de tanta água, tinha que brotar alguma coisa. Bjs

Pepper Popps: isso, me mate de inveja! :P
Bjs

Sally: cada um pode ter seu estilo, ruim é ser um chuchu na água e sal. :-) Beijos!

Alline disse...

LINDO!!!!!

FlaM disse...

Mas como não posso deixar de ser chatinha e ainda mais conversadeira, vou te falar do que não gosto. Não gosto da ilustração. Não do quadro O grito, o que não gosto é do conceito, isso, principalmente dos blogs, de ilustrar poesia. Raramente gosto. Já disse isso em algum lugar (ou vários), talvez no blog. O quadro O grito é lindo, mas, para mim é outro grito. Leio no quadro um grito que nada tem nada a ver com o que leio no poema. Então para mim não só não ilustra, como atrapalha a leitura, sabe Paulinho? Não sem exceções, eu acho que a "ilustração" (nem sei bem se é essa a palavra ou intenção) do poema é/são as imagens que ele provoca.
Mas não estou falando só para ser chata não, é pq é uma coisa que me inquieta. Para dizer a verdade me incomoda, como consumidora de poesia na blogosfera. E gostaria de saber tua opinião, teus argumentos, Mas, claro, isso não precisa ocupar ainda mais espaço na tua cx de comentário. Quem sabe a gente faz um escambo? lições de rebeldia X novas lições de poesia. Fica para o próximo café!
Mas tudo isso para redizer que teu poema é lindo e que produz imagens perfeitas sozinho.
beijo.

Paulo César Nascimento disse...

Flávia: obrigado pela dica, vou pensar a respeto. Talvez um grito abafe o outro, embora para mim não soem tão distintos. Mas uma obra é sempre metade quem faz, metade quem vê / lê / ouve...
Beijos

Paulo César Nascimento disse...

Alline: obrigado! Bjs

milu leite disse...

ai ai...

Zíngara disse...

É bem minha cara... Romântica e surtada. HAHAHAH

Beijos,
Zin

Eliana Mara disse...

Lindo


e adoro os poemas assim, liliputianos...


Beijins

R.Vinicius disse...

Belo verso de sensíbilidade e talento.

Abraço,

R.Vinicius

Drama Queen disse...

Perfeito! Copiei.

 
design by suckmylolly.com