terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Que venha 2009


Há muito tempo não me aconteciam tantas coisas interessantes como em 2008. Obviamente, estas coisas não "aconteceram" simplesmente, mas foram plantadas e regadas nos anos anteriores. Só que tem ano que não colhemos absolutamente nada do que plantamos, nem encontramos tesouros no jardim. Recebi homenagens no trabalho, passei em um concurso disputadíssimo, conheci parte da Europa ao receber um prêmio literário, fiz novas amizades (reais e virtuais), criei um blog que tem me dado muito prazer, curti muito os sobrinhos que vieram dar uma renovada na família, toquei e cantei muito no grupo da casa da Tita, sem falar em assuntos que um cavalheiro não comenta.

Houve perdas também, mas estas eu prefiro deixar na intimidade, com exceção de uma: a morte do escritor Fausto Wolff. Estou lendo "À mão esquerda", seu premiado romance de tom autobiográfico, como forma de honrar sua memória e me divertir ao mesmo tempo. Pra quem não conhece, Fausto Wolff (Faustin von Wolffenbüttel) foi um jornalista e escritor, gaúcho de Santo Ângelo, colaborador do Pasquim nos tempos da ditadura. Segundo seu alter-ego Nataniel Jebão, um bêbado, jogador e comunista. Trocamos alguns e-mails em 2007, depois passei a acompanhar apenas sua coluna no Jornal do Brasil e no jornal virtual O Lobo. Foi um sujeito com amigos muito leais e inimigos declarados, não era do tipo que tentava agradar a todo mundo. Fez muitas bobagens na vida, leu muito, bebeu como poucos, conheceu muitas mulheres (no sentido bíblico), o que torna sua biografia muito interessante. Escreveu um livro que está na parte dos "não-emprestáveis" da minha estante: "A milésima segunda noite". Já que nunca o convidaram para ir a Paraty, podemos pelo menos fazer uma homenagem póstuma lendo seus livros. Eu recomendo. Encerro com um poema do Fausto, abrindo uma exceção no blog:

"Se é uma palavra suicida
Não fora, seria a vida
Só em sua toca, ela, o destino, aguarda o chamado
Depois ataca
Com um sorriso
Ou uma faca" (F.W.)

2 comentários:

Rose Angélica disse...

Tem uma frase dele que sempre lembro em época de eleição: " desconfie do candidato que gasta mais com a campanha do que irá ganhar durante o mandato".

Parabéns pelo blog!
Rose A

Paulo César Nascimento disse...

Rose A.: Obrigado, volte sempre! Abç

 
design by suckmylolly.com