quarta-feira, 11 de março de 2009

Chegando aos cem


Esta é a centésima postagem no blog, em um período de pouco mais de duzentos dias, o que prova que sou disciplinado ou, na pior das hipóteses, teimoso. Cedendo à tendência quase universal de comemorar números redondos, farei uma postagem comemorativa.
Além de ser uma vitrine para meus trabalhos literários (um já publicado, outro aguardando resposta da editora), uma porta para novas amizades e um espaço de troca com os(as) habituais comentaristas, o Soco no Figo foi um desafio que me lancei de escrever regularmente. O interessante é justamente isso, ir além da inspiração para desenvolver outros recursos. Embora não seja um espaço muito propício aos textos longos, isto não significa que facilite a escrita. Em um romance podem sobrar palavras, até capítulos, mas em um miniconto, haicai ou poema liliputiano (invenção minha) é preciso ser conciso: tudo é feito sob medida e uma palavra a mais ou a menos faz muita diferença. É um trabalho de miniaturista, de relojoeiro, de ourives que trabalha um damasquinado. Claro que nem sempre se acerta a mão e às vezes sai alguma postagem menos consistente, mas é parte do exercício.
Há quem diga que escreve para si próprio, mas eu acho isso uma bobagem. A escrita só é para nós mesmos na primeira leitura. Até os diários foram feitos para serem descobertos e lidos, mesmo que seja por você mesmo anos mais tarde, quando já será outra pessoa. Nesse sentido, toda obra é conjunta: metade é feita por quem escreve, metade por quem lê. É o leitor que significa o texto lido a partir de suas próprias referências. Seu olhar é uma rede que pesca apenas o que não escapa por entre as malhas. Há leitores de malhas amplas, outros de malhas finas, como há escritores sem peixe algum para oferecer e outros cheios de cardumes. Nesse sentido, agradeço aos meus leitores fiéis (e aos infiéis também) por participarem desta pescaria.

6 comentários:

marlise disse...

Parabéns, Paulo por esta comemoração. Embora participe há pouco tempo de seu blog, acho interessantes e inteligentes seus posts. Um grande abraço.

magda disse...

Parabéns Paulinho!
Que venham muitos,uma infinidade de outros posts divertidos ,inteligentes e bem escritos como os 100 primeiros!
beijos, Magda.

Paulo César Nascimento disse...

Marlise: muito obrigado! Abraços

Magda: obrigado pelo carinho! Bjs

Raphael Rocha Lopes disse...

Parabéns pelo número redondo, parabéns pelos textos e continue teimoso. Seus leitores agradecem!

Drama Queen disse...

"A escrita só é para nós mesmos na primeira leitura. Até os diários foram feitos para serem descobertos e lidos, mesmo que seja por você mesmo anos mais tarde, quando já será outra pessoa."

Você e suas verdades incontestáveis.

Paulo César Nascimento disse...

Raphael: teimarei! Aguardo o endereço pra enviar o livro. Abraços

Drama Queen: você e seus elogios irresistíveis. Bjs

 
design by suckmylolly.com