quinta-feira, 2 de abril de 2009

Os Hermanos e o chocolate


É pura maldade tirar onda com os argentinos pelo 6 a 1 que sofreram frente à portentosa equipe boliviana. Não entendo este costume de ironizar as derrotas de Maradona e seus conterrâneos, em nome de uma pretensa arrogância dos hermanos.

Tudo não passa de uma grande injustiça!

- Argentinos são generosos: deram-nos Piazzolla, Borges e Cortázar, além das duas últimas edições da Copa América e a Copa das Confederações!

- Argentinos são desprendidos: gentilmente, com o Passarela como técnico, deram-nos a alegria de evitar a convocação de jogadores cabeludos, descartando craques como o Fernando Redondo e deixando nosso caminho mais livre.

- Argentinos são solidários: em 1978, generosamente investiram no futebol peruano, fornecendo um goleiro (Quiroga) e subsídios aos jogadores.

- Argentinos são fraternos: em 1982, com Fillol, Passarela, Tarantini, Kempes, Ardiles, Maradona e Valdano, aceitaram como verdadeiros "hermanos" nosso convite para um chocolate, situação em que Dieguito gentilmente provocou sua própria expulsão a fim de evitar a tentação de uma virada nos últimos cinco minutos.

- Argentinos não são rancorosos: em 1986, passando por cima das cicatrizes das Falklands, estenderam a mão aos ingleses (a bola bateu nela e entrou, um gesto até hoje visto com incompreensão).

- Argentinos sabem dividir: em 1990, cientes da insônia de alguns jogadores como o lateral Branco, deram de sua própria água com soníferos aos brasileiros.

- Argentinos não têm preconceitos com os farmacodependentes: em 1994, trouxeram o Dieguito de volta para a seleção. Infelizmente, a FIFA é preconceituosa e não aceita a política de redução de danos, exigindo que os jogadores permaneçam em abstinência durante toda a competição.

- Argentinos sabem retribuir: em 1998, deixaram que os Holandeses os eliminassem, retribuindo o favor da vitória em 1978, tão benéfica aos generais argentinos. Em 2002, sabendo da mágoa dos Ingleses por 1986, abdicaram da classificação no Grupo da Morte, permitindo que os ingleses os vencessem por 1 X 0, ajudando também os campeões franceses a minimizarem seu próprio vexame ao deixarem a copa na primeira fase.

- Argentinos são educados: em 2006 não permitiram que os anfitriões alemães, jovens e comandados por um técnico inexperiente, passassem vergonha em sua própria casa: entregaram o jogo nos pênaltis.

Por isso, todos devemos entender que o referido placar foi apenas uma "broma" de primeiro de abril. Afinal de contas, páscoa é tempo de chocolate!

5 comentários:

Raphael Rocha Lopes disse...

muito bom!!

Raphael Rocha Lopes disse...

pura maldade, hehe.

Bel disse...

Eu quero mais é que se dane o futebol, adoro os argentinos =p

Hellis disse...

Tem toda razão, são realmente virtuosos os argentinos!

Paulo César Nascimento disse...

Raphael: é maldade, mas é pura... rs.
Abç.

Bel: eu prefiro as argentinas. Bjs

Hellis: virtuosos e mal compreendidos! Bjs

 
design by suckmylolly.com