domingo, 24 de outubro de 2010

Hiperbólicos


Ter algum destaque entre os demais membros da espécie pode favorecer a sobrevivência, fortalecer a auto-estima e ajudar a ter parceiras(os) sexuais. Está aí nosso ilustre aniversariante Pelé, com seus mais de mil gols, vivendo até hoje do prestígio conquistado com suas façanhas futebolísticas. Tiger Woods, Kasparov, Muhammad Ali, Einstein, Hawkins, Bill Gates, cada um a seu modo encontrou uma forma de se destacar e garantir um lugar ao sol (na ala VIP). Porém, é muito difícil alcançar tal nível de desempenho, pois exige talento, sorte, sacrifícios e determinação. Outra forma de encontrar destaque é fazer alguma coisa que poucos estão dispostos a fazer, como modificações corporais extremas, transformando-se em lagarto ou em vaca,  passar vários dias em uma caixa de acrílico cheia de cobras, ou ser a atriz pornô com mais parceiros em seqüência. Entendo perfeitamente pessoas que, desprovidas de mamas normais ou prejudicadas pela gravidade, recorram a próteses de silicone, mas há quem coloque litros no afã de se sobressair, independente dos malefícios para a coluna vertebral. Há inclusive gente com pênis normal que faz implante de gordura para engrossar, transformando uma banana em um mamão. O problema com esses exageros é que, passados os quinze minutos de fama, restam apenas dores, cicatrizes e o mesmo vazio.

2 comentários:

Luana disse...

Desculpa que sumi! Estava sem tempo! Agora estou de volta! :)
UHUL!

Paulo César Nascimento disse...

Está desculpada. ;-) Bom retorno! Bjs

 
design by suckmylolly.com