domingo, 14 de novembro de 2010

Grandes enroladoras da Literatura Universal


O uso da astúcia para sobrepujar a força, embora não seja exercido somente por mulheres, tem nelas um especial desenvolvimento. Em tempos sem armas de fogo ou a lei "Maria da Penha" (com seus usos e abusos), estava ali a única posibilidade de sobrevivência de um sexo fisicamente mais delicado, embora mais resistente à dor e mais longevo. No imaginário popular, já que há dúvidas quanto à existência real de Homero, bem como a respeito da autoria das "Mil e uma Noites", duas grandes personagens se destacam por sua capacidade de enrolação: Penélope e Sherazade. A primeira, na obra "A Odisséia", aguarda seu esposo Ulisses voltar para Ítaca após a guerra de Tróia. Enquanto não tem notícias do esposo - se está vivo ou morto -, Penélope usa de um artifício para driblar seus pretendentes: diz que só escolherá um novo esposo após terminar um bordado, que ela tece durante o dia e desmancha em segredo durante a noite. Nisso se passam vários anos, até seu filho Telêmaco se tornar adulto, Ulisses retornar e acabar com a farra dos nobres que estão dilapidando seu patrimônio em festas e cobiçando sua mulher. Já a segunda resolveu acabar com um problema de extermínio de esposas de um sultão que, após ter sido traído por uma delas, passou a adotar o costume de matar as seguintes após a lua-de-mel. Para que isso parasse de ocorrer, passou a contar historinhas intermináveis, encaixando umas na moldura das outras durante a noite inteira e deixando um gostinho de quero mais para a noite seguinte. Assim, o sultão foi poupando sua vida até abrir mão completamente da idéia de matá-la. Aí me parecem estar os dois modelos básicos de enrolação: Penélope nunca pretendeu consumar a relação com seus pretendentes, amava outro homem e enrolava para manter a distância; Sherazade pretendia consumar a relação, mas entendia que o homem que a desejava ainda não estava pronto para ela, precisando ter a confiança de que ele estava em condições de lhe proporcionar a relação que ela queria, enrolando para permitir que ele se transformasse. Assim sendo, amigo leitor, ao ser mantido em banho-Maria por uma mulher, torça para ela ser do tipo Sherazade. Pelo menos você será poupado ao final da história.

0 comentários:

 
design by suckmylolly.com