domingo, 13 de março de 2011

Trechos do livro: "Enganos, meias-verdades e um final quase feliz"

Aproveitando o embalo da noite de autógrafos, mais um trecho do livro. Esta é parte de uma brincadeira final: um apêndice com finais felizes opcionais.

"Certos leitores, com o forte argumento de que a vida já traz contrariedades suficientes para se buscar realismo também no cinema ou na literatura, reclamaram por finais mais felizes para minhas histórias. De certa forma, a indústria cinematográfica hollywoodiana, com seus lucros astronômicos, também serve de indicativo de que se tem buscado na ficção um bálsamo contra a realidade e não um espelho de seus aspectos mais pungentes. Talvez o mesmo aconteça com o mercado literário, embora o público-alvo seja um pouco diferente. Para não entristecer as almas mais sensíveis, desarrumar convicções confortáveis ou dar prejuízos financeiros aos envolvidos na publicação desta obra – sobretudo a mim mesmo –, em um momento de bom humor, tomo a iniciativa de oferecer ao leitor finais felizes opcionais, ao estilo do cinema norte-americano. Quem sabe não estarei inaugurando a literatura self-service, tão apropriada a um tempo em que o freguês tem sempre razão? Seguem então os finais opcionais neste apêndice, de modo a não prejudicar aqueles leitores que, como eu, são mais afeitos à acidez na ficção"; (apêndice: finais felizes opcionais)

0 comentários:

 
design by suckmylolly.com