sábado, 15 de outubro de 2011

O fim do humor 2


Na foto acima, temos Idi Amin Dada e Mussum. O primeiro foi um ditador genocida em Uganda, responsável pela morte de muita gente, enquanto o segundo foi um humorista que alegrou a criançada no programa "Os Trapalhões". Existe alguma semelhança física, mas tudo para por aí, como você deve ter concluído. Pois é, hoje em dia é difícil o pessoal entender que um humorista, por mais escrotas que sejam suas piadas e por mais que lhe falte gosto ou noção, continua sendo apenas um humorista... Já falei aqui no blog a respeito do fim do humor e da lástima que está sendo o patrulhamento ideológico nos dias de hoje. O Gentilli fez uma piada engraçada sobre um grupo de judeus endinheirados e teve que pedir penico diante da histeria punitiva e do politicamente correto. O Rafinha Bastos fez um comentário sem graça sobre a formosura da Wanessa Camargo e vai levar um tranco feio porque não pediu arrego. Tristes tempos, estes em que o humor é vilanizado pela correção política. Vou aproveitar enquanto ainda é possível e fazer uma piadinha gráfica em uma montagem tosca.

1 comentários:

Jacilene Silva disse...

O Brasil e os brasileiros com seu falso moralismo ressuscitando o monstro da censura. Medo!

http://jacifoiodiscovoador.blogspot.com

 
design by suckmylolly.com